h1

O Azeite na Cozinha

Junho 25, 2008

Contrariamente ao que a maioria das pessoas pensa, o azeite, não é simplesmente azeite.

 

Existem azeites com características, independentemente da sua acidez ou da sua classificação (extra virgem, virgem e refinado), mais picantes, mais amargos, mais doces, mais aromáticos e ainda, mais perfumados.

A razão destas diferenças, tem a ver com a azeitona de que são feitos e, do micro-clima onde se desenvolvem. A importância desta forma de analisar as características do azeite, na cozinha, é tirar o maior partido do produto natural.

 

Os azeites do Norte, habitualmente, são azeites mais amargos e picantes, que devem ser utilizados na cozinha para saladas com sabores açucarados, sopas em que o azeite perfume a cru e ainda numa feijoada em que o sabor é adocicado e a importância do azeite ser picante e um pouco amargo, faz o contraste perfeito.

 

Os azeites do Ribatejo, normalmente, são azeites redondos e doces.

São excelentes para utilizar em sobremesas e em combinações com estas e ainda, para temperar confecções muito aciduladas.

 

Os azeites do Alentejo, são azeites frutados e com aroma fresco.

Devemos utilizá-los para temperos a cru de legumes, peixes cozidos e grelhados.

Nas confecções a quente, são óptimos para os assados, de borrego, caça e porco preto.

 

Concluindo, o azeite como gordura vegetal, e todos sabemos, sem

gordura não há sabor, é sem dúvida, na cozinha actual, “uma estrela”!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: