h1

15. A Botânica versus A Culinária

Botânica, do grego botaniké (parádosis). É o estudo científico da vida das plantas, fungos e algas. Como um campo da biologia, é também muitas vezes referenciado como a Ciência das Plantas ou Biologia Vegetal. A Botânica abrange uma miríade de disciplinas científicas que estudam crescimento, reprodução, metabolismo, desenvolvimento, doenças e evolução da vida das plantas.

 

Como outras formas de vida na Biologia, a vida das plantas pode ser estudada em uma variedade de níveis, do molecular, genético e bioquímico através de organelas, células, tecidos e a biodiversidade de plantas inteiras. No topo desta escala, plantas podem ser estudadas em populaçoes, comunidades e ecossistemas (como em ecologia). Em cada um destes níveis um botânico pode-se dedicar à classificação (taxonomia), estrutura (anatomia) ou função (fisiologia) da vida vegetal.

Historicamente, botânicos estudavam todos os organismos não geralmente considerados como animais. Algumas destes organismos “semelhantes a plantas” incluem: fungos (estudados em Micologia); bactérias e vírus (estudados em Microbiologia); e algas (estudadas em Ficologia). A maior parte das algas, fungos e micróbios não são mais considerados como membros do Reino Vegetal. Entretanto, atenção ainda é dada a estes por botânicos; e bactérias, fungos, e algas são usualmente mencionados, ainda que superficialmente, em cursos de botânica.

Então por que estudar plantas? Plantas são fundamentais para a vida na Terra. Elas geram oxigênio, alimento, fibras, combustíveis e remédios que permitem aos humanos e outras formas de vida existir. Enquanto realizam tudo isso, plantas ainda absorvem dióxido de carbono, um importante gás do efeito estufa, através da fotossíntese. Uma boa compreensão das plantas é crucial para o futuro de nossa sociedade, já que nos permite:

  • Alimentar o mundo
  • Entender processos fundamentais
  • Utilizar remédios e materiais
  • Entender mudanças ambientais

Alimentar o mundo

Virtualmente todo alimento que consumimos provêm das plantas, tanto diretamente de frutas, verduras e legumes, como indiretamente através do gado que comemos, que por sua vez dependem de plantas para se alimentar. Por outras palavras, as plantas são a base de quase todas as teias alimentares, ou o que os ecólogos chamam de nível trófico. Compreender como as plantas produzem o alimento que comemos é, portanto, importante para sermos capazes de alimentar o mundo e fornecer segurança alimentar para as futuras gerações, como exemplo através do cruzamento entre plantas. Nem todas as plantas são benéficas aos humanos, e plantas daninhas são um problema considerável para a agricultura, e a botânica fornece o conhecimento básico para compreender como minimizar seu impacto.

É engraçado como é possível encontar ligações entre, eu diria todas ou quase todas, as artes conhecidas no mudo actual.

Os mais antigos estudos sobre Botânica conhecidos, datam de 300 AC, e são dois tratados ( ” Sobre a história das Plantas “ e ” Sobre as causas das Plantas”) Ambos escritos por Teofrasto de Eresno, comtemporâneo de Platão e de Aristóteles, tendo sido nomeado em testamento seu sucessor no ” Liceu

Estas viagens pelos prazeres do palato, têm-me dado imenso prazer, porque, como disse, a gastronomia é muito mais do que o simples colocar o ingredientes dentro dos tachos e depois sentar à mesa e comer.

Até porque não deveriamos dizer ” comer “, mas sim ” degustar “. Mas sobre isto falaremos noutra altura. Até lá…!

Bem hajam 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: